integrantes

12118674_1083037335053864_5179071068151538265_n

CARINA PRESTUPA é atriz, produtora, arte educadora, dubladora e diretora formada pelas escolas: Fundação das Artes de São Caetano do Sul (1996) e Universidade São Judas (2005). Pesquisa a linguagem do palhaço desde 1994. Atuou e coordenou o trabalho de humanização hospitalar dentro dos hospitais da Medial Saúde/Amil (de 2001 a 2009) pesquisando a atuação de artistas palhaços em visitações a crianças e idosos em alas de internação, quimioterapia e unidades intensivas. Já estudou máscara (neutra, bufão, comedia humana, comédia dell’arte, bufão e palhaço) com Fernando Faria, Elisabete Dorgam, Léris Colombaioni, Antonio Araujo, Ana Elvira Wuo, Juliana Jardim, Tiche Viana, Mario Fernando Bolognesi, Luciana Viacava, Maria Thaís entre outros. Foi em 2014 aluna especial em Stricto Sensu no Instituto de Artes da Unesp, desenvolvendo pesquisa na área de formação do palhaço após os anos de 1980 e os reflexos do treinamento da máscara na cena contemporânea.  Foi arte educadora das Oficinas Culturais da PMSBC, do Colégio Singular e do Projeto Plantar e responsável pela formação de clowns do projeto Sorrir e Viver da Faculdade de Medicina ABC de 2012 a 2014. Foi preparadora de elenco do espetáculo “A incrível batalha pelo tesouro de Laduê”, dos grupos CGI de teatro e Estrela d’alva, espetáculo “A granja” da Cia Amarelo. Dirigiu em parceria com Marcelo Gianini o espetáculo “Ulisses Molly Bloom – dançando para adiar” da Cia. Estrela D’alva de Teatro. Atualmente é atriz e diretora artística da Cia. Lona de Retalhos, onde atua nos espetáculos Esperando Gordô (espetáculo de palhaço) e Otelo e a loira de Veneza (espetáculo de rua) e Rinocerantas com direção de Elisabete Dorgam. Atualmente arte educadora e diretora dos grupos de teatro infanto juvenis no Clube Paineiras do Morumbi e orientadora de processos teatrais do CLAC – Centro Livre de Artes Cênicas de SBC.

11202842_10207388179166942_1547370059862821874_n

THAÍS PÓVOA é mestranda em Pedagogia do Teatro pela ECA – USP. Bacharel em Artes Cênicas com habilitação em Teoria Teatral pela USP. Atriz formada pela EAD/ECA-USP. Fundadora e integrante da Cia. Lona de Retalhos, que desenvolve pesquisa na linguagem do palhaço. Foi integrante da Cia. Inadequada, desenvolvendo pesquisa em teatro-dança e improvisação. É formadora em teatro  no Centro Livre de Artes Cênicas de São Bernardo do Campo – CLAC. Cursou aulas de palhaço com Bete Dorgam, Cristiane Paoli-Quito, Thaís Ferrara e Philippe Gaulier. Atuou como assistente do Programa de Palhaços para Jovens dos Doutores da Alegria. Como arte-educadora trabalhou no Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, Programa Vocacional da Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo, na Fundação Criança e no Programa Juventude Cidadã em SBC. Seus principais trabalhos no teatro foram: “Ato sem Palavras I” com direção de Cristiane Paoli-Quito, “Esperando Gordô” dirigido por Marcelo Gianini, “Emquanta – Dança para crianças pequenas e seus pais”, do Núcleo Quanta, Otelo e a Loira de Veneza  e Rinocerantas, dirigido por Bete Dorgam.

11659249_416922831766233_498104895470943736_n

MARCELO GIANINI é ator, diretor, pesquisador e arte-educador. Doutor em pedagogia teatral pela eca-usp. formado em artes cênicas pela eca-usp, desde então, desenvolve pesquisa em arte educação e direção teatral. trabalhou como clown no projeto mediclown de 2001 a 2006. atuou no projeto espetáculo do programa fábricas de cultura da secretaria de estado da cultura de são paulo em 2010 como diretor, na sp escola de teatro em 2011 e atualmente é professor do curso de artes cênicas da universidade federal de alagoas.

10632723_10204462667179677_7661464337723356058_nJORGE PEZZOLO é formado em artes cênicas com habilitação em direção teatral pela escola de comunicação e artes da universidade de são paulo e pelo núcleo de formação do ator da escola livre de teatro. atuou como ator e iluminador nos espetáculos do grupo teatro de asfalto: “osvaldo raspado no asfalto”, 2003, “eles não sabem o que é o brasil”, 2006, dentre outros. pelo grupo os subterrâneos dirigiu as montagens “revolver”, 2006, “bar” e “1984”, ambas em 2005 e “fala comigo como a chuva”, 2004. pela cia. estrela d´alva de teatro idealizou a iluminação de “a hora da estrela”, 2005 , “alberto caeiro – ele mesmo”, 2006, “esperando gordo”, 2006 e “hamlet s.a.”, 2007.

993875_10205622054259014_6041552022330318237_nFELIPE GOMES MOREIRA é ator e palhaço, formado pela escola de arte dramática ead/eca/usp (2006-2011) e pela escola livre de teatro de santo andré (2000-2003). estuda palhaço, contação de histórias e máscara desde 2001 tendo estudado com os seguintes mestres: cristiane paoli quito, bete dorgam, tiche vianna, ciléia biaggioli, entre outros. é um dos fundadores do grupo teatro de asfalto e integrante do grupo 59 de teatro (vencedor do prêmio da cooperativa paulista de teatro na categoria grupo revelação de 2011). trabalha no projeto mediclown (desde 2006), realizando intervenções artísticas junto aos profissionais da saúde de diversos hospitais, onde também realizou o trabalho de humanização hospitalar junto a pediatria do antigo hospital alvorada de santo amaro, atual hospital da luz, como besteirologista ( dr. calabreza mussarela picles de oliveira)

11146253_10200360472371143_4603653937605898723_n

ÌCARO RODRIGUES é Ator e artista-educador, formado em 2005 pela Escola Livre de Teatro, desenvolve trabalhos de pesquisa teatral com coletivos teatrais da cidade de São Paulo. Durante cinco anos fez parte do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, onde atuou nos espetáculos “Frátria Amada Brasil”, com direção de Claudia Schapira, “Cindi Hip Hop” , dirigido por Roberta Estrela D’Alva e no projeto “Urgência nas Ruas” no qual foram realizadas algumas intervenções artísticas pelas ruas de São Paulo. Atuou também nos espetáculos “Bom Retiro 958 metros” do Teatro da Vertigem, “Barafonda” da Cia São Jorge de Variedades e “Nô caminho – sete passos para dentro” com direção de Georgette Fadel. Como artista-educador atuou durante dois anos em unidades de internação da Fundação Casa, com adolescentes em conflito com a lei. Há três anos trabalha no Projeto Emiacidade, na cidade de Santo André, ministrando oficinas de teatro para jovens. Atualmente trabalha no projeto Fábrica de Cultura, no Jardim São Luís e na Vila Nova Cachoeirinha.É também estudante de Letras na FFLCH-USP, onde deve se formar em 2014.

11695386_1006124192744570_866546470658415352_n

MILENA LUGLIO BOCHI é formada pela Escola Livre de Teatro (ELT). iniciou seus estudos em 2002 com curso de teatro na escola municipal de iniciação artística (EMIA) de santo André. Em 2004 fez curso de dança  com Sheila Áreas na EMIA. Em 2005 fez curso de dança contemporânea com Sheila Áreas no galpão do circo e por quatro meses no estúdio zona zen Vila Madalena. Ainda neste ano fez  curso de palhaço – duração de um ano, com Maurício Paoli Vieira e Alex Ratton, no estúdio nova dança.  Participou de oficinas de circo, ministradas por Mario Fernando Bolognesi e Lucciano Draetta dentro do projeto “palhaço de todos os tempos”, perfazendo um total de 60 horas aula.  – participou da palestra “a importância de uma medicina mais humana”, realizada por Hunter “Patch” Adams no centro de convenções Rebouças.  – ouvinte na palestra “Palhestra” ministrada por: Soraia Said e thais ferrara, na sede dos doutores da alegria.

12226926_10203789565419969_35372800817721978_n

LUCAS NUTI, egresso da Escola Livre de Teatro de Santo André, estudou na Fundação das Artes de São Caetano do Sul, atuou na Cia. Da M.A.T.I.L.D.E. e na Cia. Revolução Fênix como ator e pesquisador. Estudou por dois anos a linguagem circense; dança moderna e contemporânea com Amanda Loula, Bharatanatyan e Kathak com Luana Santos Silva e dança africana com Daniele Gico ; danças étnicas (pelo método Reeducação do Movimento de Ivaldo Bertazzo) – onde trabalhou como professor, ensaiador, coreógrafo e roteirista da Cia. Rhytmus In Corpus, em São Bernardo do Campo, companhia fundada e dirigida por Ronaldo Monteforte (Cia. Teatro-Dança Ivaldo Bertazzo), formada por integrantes mulheres com idade superior a cinquenta anos. Realizou o workshop “Plataforma de criação para atores dançarinos” com Marcelo Gabriel (Cia. de Dança Burra). Dedicou-se a pesquisas da Commedia Dell’Arte, realizadas com Tiche Vianna (Barracão Teatro) e Cuca Bolaffi (Escola Livre de Teatro), e da linguagem do palhaço, realizadas com Edu Silva (Cia; Artehúmus) e Ésio Magalhães (Barracão Teatro). Estudou dramaturgia com Claudia Schapira (Núcleo Bartolomeu de Depoimentos), Solange Dias (Narradores de Histórias) e Marcio Abreu (Companhia Brasileira de Teatro). Em 2014 participou de um processo de montagem no projeto Paralela VII com a Cia. Club Noir, dirigida por Roberto Alvim e Juliana Galdino.

12227642_894944777242013_3471071721199811527_n (1)

EDSON THIAGO ROSSI é formado pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (ECA/EAD/USP) 2014 e Escola Livre de Teatro (ELT) 2008. Tem sua pesquisa no Teatro/Dança, onde desenvolve o seu trabalho como ator e palhaço.  Estudou o método corporal Suzuki e Viewpoints com Juliana Monteiro. Em 2009 fez Teatro de rua com Ana Roxo, musicalidade cênica com Cristiano Meireles e treinamento de mascara Comedia Dell’arte com Veronica Nobili. Como clown, realiza trabalhos dês de 2007, de humanização hospitalar e intervenção cênica abordando temas educacionais com a arte do humor. È ator criador no espetáculo “Cenas para usar luvas” com direção de Luiz Fernando Marque dentro do projeto do SESC Ipiranga chamado “Logo Ali” em 2014. No grupo “Folias D’Arte” trabalhou em 2008 e 2009 como ator na montagem “Querô – uma reportagem maldita” dirigida por Marco Antonio Rodrigues. E participou de diversos outros espetáculos, trabalhando com diretores como Dagoberto Feliz, , Iacov Hillel, Isabel Setti, Claudia Shapira, Celso Frateschi, Bete Dorgam, e etc.

Foto do perfil de Laura Fajngold Costa

Laura Fajngold Costa, formada na Puc-sp em Comunicação e Artes do Corpo Teatro/Dança/Performance.(2000 a 2004). Fez curso de palhaço regular em 2002, com Cristiane Paoli Quito, Márcio Ballas(galpão do circo) e Silvia Leblon. Participou da Cia Liga dos Palhaços, coordenada por Alessandro Azevedo, (palhaço Charles), realizando periodicamente o “Sarau dos Charles”, no Raso da Catarina. Em 2014/15 realizou Intervenções clownescas no Evento “viradinha cultural”, e Sesi-sp. Fez Teatro de rua com Ana Roxo, na Escola Livre de teatro de Santo André.com espetáculo ” Amor montado no tempo. Em 2012 participou da Oficina Cênica de Teatro e Música, com a Banda Mirim. Em 2003 participou do Workshop do Grupo Lume ” Treinamento Físico do Ator” Em 2005 a 2008 participou de  oficinas de interpretação com Georgette Fadel, Cristiane Paoli Quito , Juliana Galdino e Isabel Teixeira. Em 2000, participou da Oficina O ator Cômico, dirigida por Christian Durvoort. Atualmente é integrante do grupo Teatro do Coração, dirigida por Luciana Canton onde criou-se o  ensaio aberto “caixa preta” em cartaz no Armazém cultural e realiza pesquisa pessoal com criação  em Performance.

Anúncios